Indique a um amigo!

19 de março de 2010

Correr na rua ou na esteira?


Antes de escolher entre a rua e a esteira, pese as vantagens de cada uma


A escolha por correr na esteira ou na rua implica bem mais do que uma definição de espaço. Apesar dos movimentos idênticos num e noutro lugar, as condições específicas de cada uma chegam a dar impressão de que se trata de esportes diferentes (a ponto de quem corre na esteira não conseguir se desenvolver bem na pista e vice-versa.


A esteira é uma manta de rodagem com velocidade constante, rodando sem parar sob seus pés. Por isso que, para se correr mais rápido em uma esteira, o aluno inconscientemente começa a correr para cima, e não para frente como seria o correto. Dessa forma, o atleta tende a aumentar somente o que chamamos de tempo de vôo (tempo entre uma pisada e outra na esteira). 

Mas vale lembrar que a esteira é uma ótima pedida para treinar. Aquece o corpo quando o clima está ruim ou quando o aluno está se recuperando de alguma lesão e precisa de um ritmo lento e constante para que o corpo volte a se acostumar com o esporte neste último caso, é importante verificar se o aparelho conta com um bom sistema de amortecimento, poupando a articulações. 

Já a rua é composta por diferentes pisos e fatores externos que interferem no desempenho. A variação nos calçamento exige atenção: o asfalto gera maior impacto nas articulações, mas traz uma resposta mais rápida em termos de velocidade. Correr na terra, na areia batida ou na grama é indicado para quem busca mais amortecimento do impacto. Além disso, esses terrenos trabalham mais equilíbrio, coordenação motora e propriocepção (capacidade de reconhecer os limites do seu corpo, sem precisar de estímulos como a visão ou movimentos de força). 

Um treino ideal deve combinar as duas versões, trabalhando na mesma medida todas as habilidades e garantindo a evolução integral do corredor. Mas, melhor do que ficar parado, é experimentar a esteira opção a mais prática para muita gente. Não tem problema com chuva, o piso é mais plano e seguro. Mas note que, se há intenção em participar de competições, os treinos ao ar livre são indispensáveis para de adaptar e ter certeza do seu nível de rendimento.

Com relação ao gasto calórico, não se abale só por isso. A intensidade e a freqüência dos treinos interferem bem mais na queima calórica do que o piso onde você corre. Uma dica para simular alguma resistência do ar na esteira e equilibrar a postura é colocar uma leve inclinação de 0,5% nos treinos de esteira. Tome cuidado com o incremento de inclinações maiores que essa, que podem forçar demais as articulações e sobrecarregar sua coluna.


Fonte: Minha Vida



Assine nosso RSS FEED, TWITTER (@bysaude) ou FACEBOOK. Comente o que você achou do post.

10 comentários:

Anônimo disse...

Por que você não muda a cor da fonte???

Paulão disse...

Obrigado pela dica. como mudei o template, aquela cor não combinou com o template atual.

abraço

Paulo

Fatima Zanin disse...

Paulo muito interessante a matéria,de qualquer forma é preciso se exercitar,na esteira ou caminhadas.
Abraço.

Samanta disse...

Olá querido amigo Paulo !!!

Com certeza correr é uma ótima atividade independente do piso, aí creio que vá da preferência e é claro da condição física de cada um.
Eu sempre preferi correr ao ar livre, mas estou com um probleminha na coluna e agora só na esteira por enquanto, justamente porque sobrecarreguei a coluna.
de qualquer forma é muito gostoso correr !
recomendo !

Grande abraço meu amigo !

Paulão disse...

Buenas Sam,

adoro correr, tanto que tornei-me corredor amador. O importante para correr na rua é a condição física, pois na rua tem as irregularidades do piso, obstáculos, vento, lomba (opa isso é gauchês = ladeira, subida ou descida), etc. A corrida na rua desperta maiores desafios e seu grau de dificuldade é maior. Sem falar na paisagem. Correr na orla de Porto Alegre é tudo de bom.

Saluto,

Paulo

Paulão disse...

Olá Fátima,

eu prefiro na rua, não gosto nem um pouco da esteira...hehehe

Abraço

Paulo

Arte e Café disse...

Buenas amigo Paulo
As duas opções são ótimas.
Mas eu prefiro a caminhada na praia.
É o que o meu físico aguenta
Abraços
Alba

Paulão disse...

Buenas Alba,

fazendo o que gosta, em termos de exercícios, já está de bom tamanho. Mas pode ter certeza que teu corpo aguenta mais que isso...hehehe

Gracias pela participação

Saluto

Paulo

Jackie Freitas disse...

Buenas querido!!!
Depois daquela sua postagem sobre os exercícios e da minha experiência no parque...rsrsrs...lembra? Pois é, estou me acostumando a "andar" na rua...claro que ainda nada que mereça uma inscrição na São Silvestre...rsrs...mas já me estimula a aumentar o tempo de caminhada...
Grande beijo, tchê!
Jackie

Paulão disse...

Bah guria, ainda bem que não ficaste parada...somos movimento, nosso corpo e mente não foram feitos para ficarem parados. Faz parte do processo evolutivo. Pedra que não rola cria limo...hehehe

Bjus e gracias por participar.

Abraço

Paulo

Postar um comentário

Addthis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...